Dubai entrou na lista por causa da passagem que obrigatoriamente faria uma escala lá. Pensei que poderia ficar um pouco e conhecer um lugar que não estava na minha lista de sonhos. No caminho, ainda no avião, conversava com uma aeromoça que dizia que não era apaixonada por seu trabalho, mas que amava o estilo de vida que o dinheiro que proporcionava. Acho que esse diálogo era um prenúncio de como eu veria minha curta passagem por Dubai. Muito glamour e um vazio que não sei se conseguirei explicar bem. É claro que gosto é particular. Conheço pessoas que amaram Dubai e penso que elas provavelmente também amam ou amariam Vegas.

Por sorte, fui no inverno e escapei de me sentir um camelo fritando no deserto. Como não me dou muito bem com temperaturas acima de 10 graus eu fico imaginando como seria muito pior caso não tivesse passado por lá em janeiro. Nessa época do ano a temperatura máxima é em média 23 graus.

É preciso tirar visto para ir pra lá. Pra quem comprou passagem com a Emirates, você pode fazer o processo pelo site na parte de gerir a reserva. Eu dei azar e meu processo deu muito trabalho. Você só pode pedir o visto depois que clicar em um link que eles devem te mandar por email quando você começa os procedimentos pelo site. Esse e-mail não chegou pra mim e tive que mandar vários e-mails cobrando até receber com cinco dias de atraso. Há mais de um tipo de visto. O valor menor, de aproximadamente 55 dólares, é para o visto de até 96 horas para quem está em trânsito, justamente o meu caso.

Eu gosto de cidades que são feitas para as pessoas e não para os carros. Grande parte de Dubai é cheia de largas rodovias que não são exatamente convidativas para andar, embora eu deva admitir que andar na rua com o calor do capeta que faz nesse lugar a maior parte do ano não deve ser muito legal. O transporte público é caríssimo e também são os hotéis e a comida. Uma passagem de metrô custa perto de dez reais. A praia pública de Jumeirah era linda, mas estava quase deserta e sem estrutura, já que eles estão fazendo uma grande obra por lá no momento. A principal atração da cidade era subir em um prédio altíssimo para poder ver até onde nós conseguimos modificar um ambiente quando há dinheiro e interesse suficientes. Também tem shoppings enormes e aquela palmeira construída no mar para abrigar milionários que conseguem evitar, com alguma sorte, contato ostensivo com mortais. Talvez a parte que eu tenha gostado um pouco mais seja o píer. Lá você pode cruzar o rio em embarcações rústicas e ver também trabalhadores descarregando navios. Há mercados com muitas ervas, tecidos e ouro na região mas eu os imaginava maiores como já vi no Marrocos. A tal da expectativa x realidade…

Fui ao show das fontes no shopping Dubai Mall que achei legal e é de graça. Basicamente, do lado de fora tem um espelho d’água enorme que jorra água acompanhando uma música. Não tive vontade de esquiar dentro de um shopping (Mall of the Emirates). É, lá tem um dos maiores parques de ski artificiais do mundo. Também tem passeio pelo deserto que não deu tempo de fazer. Ele deve ser interessante. Você pode também ir ver os hotéis cinco ou sete estrelas (sim, lá tem hotel sete estrelas) desde que não leve sua pobreza muito perto do hóspedes.

 

DICAS:

  • Tem um passe de metrô que vale para o dia todo que geralmente vale a pena se você for fazer pelo menos três viagens. http://dubaimetro.eu/tickets-card
  • Você encontra opções de alimentação com preços razoáveis nos shoppings e supermercados (que ficam dentro do shopping também).
  • Se for pegar ônibus, compre um bilhete ou passe para o dia dentro da estação de metrô. Não pode pagar com dinheiro dentro do ônibus.
  • Não acredite se no hotel te disserem que não tem ônibus para alguma atração. Olhe no Google como eu fiz. Pra tudo as recepcionistas falavam pra pegar táxi.
  • Sexta é dia sagrado para os muçulmanos e por isso alguns lugares abrem mais tarde. O metrô, por exemplo, só funciona a partir de duas da tarde. http://www.rta.ae/dubai_metro/english/first-step4.html 
  • Se você se cansar de Dubai, pode ser uma boa ideia ir visitar Abu Dhabi.