Aquilo que se come e a forma de comer são parte da cultura local e essenciais em viagens. Eu sempre me lembro de um restaurante ou de um prato fantásticos tanto quanto daquele templo ou museu imperdíveis. Para tornar a experiência de viajar ainda mais rica, em algumas partes do mundo é muito comum fazer uma aula de culinária por um dia. Assim acontece em Chiang Mai, onde além dos templos lindíssimos, visitas a santuários de preservação e resgate de elefantes, há muitas opções de aulas de culinária. Você pode ver na lista do tripadvisor que o número de boas escolas é considerável.

Mas cada viajante tem suas idiossincrasias e eu acredito que nossas energias são passadas para nossos alimentos. Dessa forma, evito ao máximo cozinhar e intoxicar a mim mesmo e aqueles que eu amo com o meu desprazer por essa atividade. Por sorte, meu marido é o oposto e participou de uma aula no Asia Scenic Thai Cooking School (http://www.asiascenic.com/). Escolhemos essa escola porque estava muito bem avaliada e também porque eles tinham opção de aula por todo o dia, de manhã ou de noite. Ele optou pelo horário da noite (800 baht), de 17 às 21, e na hora marcada eles passaram no hotel e o pegaram.

A escola fica no centro e várias aulas acontecem ao mesmo tempo. A professora era local, fofa, fazia brincadeiras e foi muito paciente.Eles começaram com uma votação para decidir os pratos que seriam feitos. Em seguida, foi feita uma visita à horta da escola e ao mercado local. O objetivo dessa parte da aula é mostrar aos alunos como os ingredientes são cultivados na escola e vendidos no mercado local e não os comprar para usar nos pratos a serem feitos.

O grupo de alunos tinha mais ou menos dez pessoas e cada um tinha sua estação. Depois de cada prato, todos se reuniam em uma mesa grande para comerem. Para começar, os alunos puderam escolher duas receitas de saladas. Em seguida, foram feitos vários pratos principais, como spring roll frito ou feito em água quente, macarrão tailandês, arroz tailandês e macarrão de mamão verde. Teve também quatro tipos de curry no final. Segundo ele, foi muito bom entender melhor os pratos que estávamos comendo desde o início da viagem. Amamos a culinária tailandesa!

Dicas

  • Vá com fome. É muita comida
  • Não precisa de ter inglês excelente, a mímica ajuda.
  • Você pode volta na van deles, se preferir. Quando fizemos a reserva já combinamos isso.
  • Leve o celular ou a máquina para tirar foto e dinheiro para comprar alguma coisa no mercado.
  • Ter uma noção básica de cozinha ajuda, mas não é essencial. Não é como no Masterchef que você vai ser expulso se ficar tudo podre. Foque na experiência, ria e peça os restos dos coleguinhas para não ficar com fome se o seu estiver intragável.
  • Nesta escola, eles dão um livro de receitas ao final. Repita as experiências em casa e sonhe com as próximas viagens.