De Phi Phi, você pode pegar excursões de mergulho ou para visitar praias e ilhas próximas. Elas geralmente incluem Maya Bay. O problema é que Maya Bay é muito pequena para a micareta que eles tentam fazer lá. Dá congestionamento de barcos e você vê mais pessoas que areia. Há duas alternativas. Você pode alugar seu próprio long tail boat, tipo um táxi mesmo e ir o mais cedo possível. De preferência, assim que amanhecer. Há também uma única agência autorizada (http://www.mayabaytours.com/) a levar um grupo por noite para ficar na praia até 22:00 e depois dormir em um barco atracado no paraíso. RESERVE ANTES. Eu fiz esse passeio e vou relatar como foi.

Você sai às três da tarde do píer de Phi Phi e eles te levam a um lugar que é uma pequena baía entre paredões de rocha onde você pode mergulhar e fazer caiaque. Depois você é levado à Maya Bay. Imagine que existe uma praia de areia branquíssima e água transparente cercada por paredões de pedra em forma de círculo que a envolvem e parecem protegê-la do mar aberto. Só estando lá para de fato entender. Você chegará no fim do dia e aos poucos a praia irá esvaziar. O grupo janta perto da praia em um local cercado pela natureza  e antes de voltar para o barco é servido um churrasco de frango. Os sortudos também recebem jogos e são encorajados a interagir. Bem, no meu grupo, a galera se deu muito bem e ficou papeando e bebendo no lugar onde jantaram. Nós outros poucos preferimos ficar, de fato, na praia.

Imagine esse paraíso agora deserto e você deitado na areia vendo as estrelas. Nesse momento entendi mesmo onde estava. Você vê uma luz fraca que vem de trás dos paredões de pedras que evidenciam o contorno dessa fortaleza natural. É simplesmente fenomenal. Infelizmente não podemos dormir na praia e vamos para o barco que fica atracado na baia. Para coroar a noite, nós nadamos com o plâncton fluorescente que brilha quando movimentamos a água. Dormimos no barco em colchonetes do lado de dentro ou de fora apreciando as estrelas. Se você tiver o sono leve, dormirá muito pouco, porque muitos ficam curtindo o visual papeando. Nessa hora eu participei da interação com a galera e me diverti bastante. A tripulação  e é bem bacana. Tinha inclusive um cidadão cujo nome é Coco Loco por razoes óbvias. Ele promove um show particular de piadas e toca violão e canta. Muito bom! As cozinheiras foram um amor, sempre sorrindo e fazendo comidas muito gostosas e típicas, como frango ao curry e vegetais refogados. Havia também uma mulher das Filipinas que eu apelidei de Diaba. A Diaba fala milhões de línguas e tem um senso de humor delicioso, afiado, ácido e rápido. Tudo que eu gosto.

No final, eles te acordam às seis e te levam de volta para a areia onde ficamos por mais uma hora. Depois retornamos para o barco já com a praia enchendo de gente. Lá, tomamos café da manhã e temos pouco menos que uma hora para fazer snorkling ou nadar. Chegamos em Phi Phi novamente às 10.

Dica

  • Quando a galera quiser interagir, seja diferentona ou diferentão. Afaste-se, deite na areia, seja grato por tudo!