Santa Marta está na costa colombiana, a 230 km de Cartagena, por isso não é incomum que turistas visitem ambas. Nossa intenção era, na verdade, visitar o parque Tayrona , que é uma reserva natural com praias paradisíacas e uma galera em busca de paz e contato com a natureza. Não é difícil chegar até lá de transporte público. Os ônibus saem da Carrera 11 com Calle 11 e custam 4000 COP. O percurso dura cerca de uma hora até a entrada principal do parque, chamada de El Zaino. A funcionária do nosso hotel nos recomendou sair bem cedo, porque o parque enche muito. De fato, chegamos por volta de 8:00 e atrás de nós se formou uma longa fila. Todos têm que assistir um vídeo sobre o parque e ouvir as regras do guarda florestal antes de comprar a entrada que custa 42000 COP. Há entrada para estudante por menos que a metade, desde que tenha a identidade estudantil e seja menor que 26 anos. Lembre-se que para qualquer um é necessário ter identidade ou passaporte para entrar.

Logo no início tem uma van que custa 3000 pesos e cobre os primeiros kms. Ela te poupa uma caminhada de 40 mins que poucos fazem, porque é somente uma estrada sem muito contato com a natureza. Onde a van para, tem uma pequena venda onde você pode se abastecer de água e se quiser alugar um cavalo. O parque é enorme e fizemos uma trilha de mais ou menos 16 km ida e volta que passou por praias e flora exuberantes. Gastamos perto de duas horas para ir e o mesmo tempo para voltar. As duas primeiras praias não são apropriadas para banho, por causa das correntezas (Castilletes e Canaveral). Em seguida, você encontrará Arrecifes, onde há opções de camping e um restaurante, além de uma praia bem extensa onde também não é possível nadar. Depois chegamos à praia de nome piscina, linda e ótima para banho. A última que visitei, de nome Cabo San Juan, é boa para banho e conta com um restaurante onde você poderá almoçar. Lá também tem a melhor estrutura de camping do parque.

O calor é massacrante e imagino que seja bastante difícil para uma pessoa sedentária ir e voltar no mesmo dia. De qualquer maneira, há áreas de camping no parque onde você poderá alugar barracas para passar a noite. Isso te dará mais tempo para aproveitar o parque e tornará o percurso menos cansativo. Eles pedem para começar a fazer a trilha de volta até 15:00 para que você chegue na entrada antes que escureça. Fique atento a hora e se for fazer um bate e volta de Santa Marta e comece seu dia bem cedo. Outra opção é se hospedar em um hotel ou pousada perto da entrado do parque. Porém, não se esqueça que todos os dias você terá que fazer esse percurso de 16 km de trilha se quiser ir até as melhores praias. Eu acho melhor dormir no camping mesmo.

Nós tivermos um dia em Santa Marta em que visitamos algumas atrações da cidade. Começamos pela Quinta de San Pedro Alejandrino, uma fazenda onde Bolivar morreu e que hoje foi transformada em museu. Algumas partes não estão muito bem conservadas, mas havia belas obras de artes e por isso vale a pena. Depois, seguimos a dica da funcionária do hotel e fomos para uma praia chamada Taganga. Furada. Lugar meio sujo, cheio demais e ainda choveu. Para piorar, eles disseram que havia uma praia melhor próxima, a cinco minutos de barco. Fomos e era a mesma coisa. O barquinho que nos levou era bem precário e na volta tomamos bastante chuva e o jeito foi rir para diminuir o risco de contrair uma hipotermia. Há outras praias melhores, assim diz a galera no Trip Advisor.

DICAS

  • Não vá a Taganga. Nosso tempo era curto e não deu para ir para a Playa Blanca ou para a Playa Cristal. Pelas fotos e avaliações do Trip Advisor, elas são bem mais interessantes.
  • De noite, no centro histórico, vá até a Carrera 3, que fica bem movimentada e tem restaurantes deliciosos. Recomendo o Lulo (lanches para qualquer hora), Ouzo e La Perla (jantar).
  • Se você ficar mais tempo em Taganga, poderá percorrer outras praias. Há, inclusive, uma de nudismo. A trilha não é fácil e por isso se deve evitar equipamentos muito pesados. Deixe para alugar barracas, rede ou cabana no próprio parque. Há opções mais simples e outras com estrutura mais completa.