Introdução

Quebec foi a última cidade desse roteiro incrível pelo Canadá. Cheguei aqui de trem vindo de Montreal (3h20 de viagem, CAD 50), forma bem prática de viajar por diversas cidades do país. Quebec foi fundada em 1608, às margens do Rio São Lourenço e é uma das mais antigas da América do Norte. Ela é a capital do estado de mesmo nome e, talvez por não ser muito grande, consegue manter o charme de cidade do interior. Aqui o idioma mais comum é o francês. Além da língua, as ruas cheias de construções de características europeias te fazem pensar que está em outra parte do mundo, algo parecido com o que senti em Montreal.

Foto 23-07-2018 15 22 01

O que fazer

A parte mais interessante da cidade é seu centro histórico, que é dividido em duas partes, sendo uma mais alta e outra mais baixa. A parte mais alta termina no Terrasse Dufferin, que é uma espécie de terraço de madeira enorme com vista para o rio. Lá está localizado o incrível hotel Fairmont Le Chateau Frontenac, que parece um castelo e fica lindo em fotos. Ainda nessa região, você pode visitar a Catedral de Notre Dame (CAD 5). Saindo do Terrasse Dufferin, você pode descer para a Lower Town, onde as ruas são ainda mais fofas, estreitas e charmosas e encontrar um lugar legal para comer ou ficar mesmo só se perdendo no meio das lojinhas e cafés. Outra possibilidade é caminhar até o final do Terrasse e encontrar umas escadas de madeira que levam até uma passarela muito longa. Ela termina no Parque chamado Plaines d’Abraham. Eu fiquei bastante tempo andando pelo parque, que é enorme e muito movimentado no verão. Perto dele está o maravilhoso Museu Nacional de Belas Artes (CAD 20), que tem um acervo fantástico.

Foto 24-07-2018 12 52 30Foto 26-07-2018 11 59 10

Dicas

  • O restaurante Le Lapin Sauté fica na pare mais baixa do centro histórico e tem bons preços para o menu de almoço (a partir de CAD 15).
  • O Café Boulangerie Paillard está na parte mais alto do centro histórico e tem ótimas refeições e lanches com preços razoáveis.
  • O Museu Nacional de Belas Artes custa a metade do valor normal na quarta, depois das 17.